[Resenha] Livro Casamento Blindado - Renato e Cristiane Cardoso

Olá pessoal! 💖

Hoje trouxe a resenha de um livro que trata sobre relacionamentos conjugais. Este livro foi lançado em 2012, e já tem uma edição "atualizada" (Casamento Blindado 2.0), além de uma "versão para namorados" (Namoro Blindado, dos mesmos autores). Li o primeiro livro desta pequena série e trago minhas impressões e quase um resumo para os interessados.

Casamento blindado foi escrito pelo casal Renato e Cristiane Cardoso, relatando acontecimentos corriqueiros nos casamentos e como evitar possíveis problemas conjugais.

Eles enfatizam que a maior parte das brigas dos casais é motivada pela emoção desenfreada, por isso, sugerem aos cônjuges visualizar o casamento como uma empresa, a visão que eles propõem é a seguinte:

"A maioria dos problemas matrimoniais é recorrente, portanto, não basta você saber resolver o problema de hoje, é preciso cortar o mal pela raiz para que ele não surja de novo lá na frente."


capa casamento blindado
Reprodução/Twitter



Com base nesses objetivos eles mostram ferramentas e atitudes para o Amor Inteligente, utilizando de várias citações bíblicas sobre o casamento, entre elas:

"Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne". (Gênesis 2:24)


Os autores são evangélicos, mas não se precipite, não tem a ver com religião e sim com relacionamentos. Há algumas alusões bíblicas e referências a versículos bíblicos, mas isso não irá prejudicar a leitura de quem não crê na Bíblia.

Eles apresentam o programa “Escola do amor” na rede Record e atuam com aconselhamento de casais há alguns anos, também fora do Brasil.

“Viver feliz no casamento é uma arte — a arte de resolver problemas. Existem pelo menos sete bilhões de problemas no mundo hoje – cada ser humano tem pelo menos um, provavelmente muito mais.”


Pense: como você poderá blindar o relacionamento contra ataques externos se insiste nos ataques internos? Não é sábio. Os ataques externos que vocês têm que combater já são o bastante, vocês não precisam ser inimigos um do outro. Os inimigos são os problemas que vocês enfrentam, e não vocês mesmos.

No livro, você encontrará tarefas práticas como postar nas redes sociais pequenas frases com desafios de cada capítulo além de sugestões de reflexão e escrever, seja no livro ou a parte, sobre o que pensou. Tem também indicações de decisões a serem tomadas para melhorar a relação.



Reprodução/Facebook




♥ Sobre o livro:


O livro é dividido em 4 partes:

  • Parte I: Entendendo o casamento
  • Parte II: Emoção vs. Razão
  • Parte III: Desmontando e Remontando o Casamento e
  • Parte IV: Fazendo a Blindagem

O começo do livro é bem atípico para um livro cujo propósito é aconselhar casais, pois nos mostra o quanto nos dias de hoje o casamento pode ser considerado uma instituição falida. Chegando ao ponto de haver uma proposta de lei, no México, com o intuito de tornar o casamento algo renovável de dois em dois anos.

Os autores também nos mostram que apesar de as pessoas geralmente se casarem por amor, isso não basta para o casamento dar certo. É necessário empenho e coragem para conviver com uma pessoa que não teve a mesma criação que você.

A obra parte da perspectiva cristã, tendo como base a primeira união formada no mundo: Adão e Eva. Esta parte aborda também as bagagens que cada ser humano forma ao longo da sua vida e que levam para os seus relacionamentos. E muitas vezes essa bagagem precisa ser esvaziada para uma união mais satisfatória. Entender a bagagem do outro também contribui para a harmonia do relacionamento.

“A maioria dos problemas matrimoniais é recorrente, portanto, não basta você saber resolver o problema de hoje, é preciso cortar o mal pela raiz para que ele não surja de novo lá na frente.”


Essa frase parece até óbvia, mas quem pensa nela no meio de uma discussão? Então esta é a chave para resolver de vez os problemas que enfrentam, cortar o mal pela raiz, ser prático e ir direto ao ponto, deixar de ter discussão que não leva a lugar nenhum e resolver o problema.

Eles usam a comparação da relação com uma empresa. Você já parou para pensar como nós agimos no nosso trabalho e como agimos na nossa casa? No trabalho suportamos tudo, o chefe mais chato do mundo, o colega de trabalho que só fala sobre assuntos que não nos interessa, as longas reuniões... E tudo isso sem cara feia.

Não demonstramos nossa raiva, somos educados e corteses. Em casa parece que fazemos questão de extravasar nossas emoções, ficamos de cara fechada, falamos o que vem à cabeça.

Os autores do livro nos chamam a atenção para esse fato, que se tratássemos o nosso casamento como uma empresa viveríamos melhor. Numa empresa focamos nos resultados, na razão e não na emoção. Ao resolver um problema em casa foque no seu objetivo, deixe sua razão decidir e não suas emoções.

“Sozinho você consegue o possível. Com Deus você consegue o impossível.”


Essa frase que ele comenta no livro é bem interessante pois em um determinado momento mais adiante ele escreve um capítulo falando sobre pessoas com coração de pedra, que são muito orgulhosas e isso sempre dificulta o relacionamento pois a pessoa com o coração de pedra prefere nunca dar o braço a torcer.

"Amar é conhecer a outra pessoa, admirar o que você conhece dele e olhar seus defeitos positivamente. Se nos dedicarmos, podemos aprender a amar qualquer pessoa ou coisa."


“Muitos problemas seriam resolvidos se o orgulhoso apenas dissesse: "Me desculpe, eu errei, não vou mais fazer isso”.”


Renato diz "Todo sentimento negativo que não é devidamente processado e eliminado do coração acaba se tornando pedra. Uma das principais é o orgulho." Se você é casado com uma pessoa orgulhosa normalmente ela nunca fala o motivo pelo qual está chateada com você e o fato dela guardar isso vai fazendo com que o seu coração fique pesado e isso acaba com qualquer relação, ele dá até um exemplo bem engraçado.

“O orgulhoso prefere extrair um dente sem anestesia a pedir perdão.”


“Deus permite que duas pessoas totalmente diferentes fiquem juntas não para torturar suas criaturas, mas para que uma desafie a outra a ser uma pessoa melhor.”


O livro mostra exatamente o que essa frase fala, fazer com que cada um se torne uma pessoa melhor, afinal é para isso que existe um casamento, é uma troca de aprendizado constante, é só usar isso ao nosso favor que tudo dará certo!

Na parte IV há um resumo das necessidades básicas da mulher e do homem e maneiras de preencher essas necessidades. A obra parte do pressuposto de que a blindagem do casamento é feita com o preenchimento das necessidades de cada um. Com as necessidades preenchidas de cada um não há insatisfação, sem insatisfação o casamento se torna uma instituição agradável e prazerosa que nenhuma união da Terra pode se igualar.

Não poderia esquecer de lhes deixar mais um trecho:

"A pessoa que somos em casa é quem realmente somos. Por isso, mesmo se nos
divorciarmos daquela pessoa que achamos ser o problema, e nos casarmos com outra
que nos parece maravilhosa e nos admira tanto, esta pessoa também começará a ver
nossa outra cara e passará a fazer as mesmas reclamações que a primeira.
Na verdade, nós é que estamos errados. Muitos não enxergam isso e vão se casando e descasando, tentando achar “a pessoa certa”.
O problema não é que não achamos a pessoa certa. O problema é que não estamos fazendo as coisas certas dentro de casa com aquela pessoa. Estamos agindo racionalmente com os de fora, mas emocionalmente em casa, jogando nossas emoções negativas em cima de nosso parceiro."


Principais ensinamentos do livro Casamento Blindado


♥ Ferramentas para o relacionamento:


  • Não durma com o problema – “problema adiado é problema piorado”;
  • O amor não fere – nem de forma física, verbal ou emocional;
  • Não generalize – evite palavras como “você nunca”, “você sempre”, “nada”, “tudo”,” toda vez”;
  • Pare de reclamar e comece a orar;
  • Mostre apreciação pelo companheiro(a);
  • O que seu cônjuge pedir vai no topo da lista – execute agora mesmo, como prioridade, como prova de consideração;
  • Cuide da aparência – comunique suas preferências, mas não imponha nada;
  • Nunca ridicularize seu companheiro – sarcasmo, ironia e desprezo são fatais para o relacionamento;
  • Gaveta dos problemas – tire o foco dos defeitos e valorize as qualidades. Desista de mudar a outra pessoa;
  • Não deixe a linguagem corporal cancelar suas palavras – não use a postura fechada e defensiva, tom de voz sarcástico, suspiros audíveis;
  • Reconstruir a confiança é trabalho em dupla – isso vale para qualquer situação em que haja perda de confiança;
  • Não faça ataques pessoais: “você é teimoso”, “você é estupido” etc.;
  • Não interrompa o seu companheiro;
  • Tenha senso de humor;
  • Mantenha o romance vivo.

Para resolver um conflito descrito no livro, eles fizeram listas com as queixas de cada um no relacionamento, agiram racionalmente para resolver as pendências e assumiram a responsabilidade pelos problemas no casamento. #ficadica

♥ Opinião final:


  • Ao longo da leitura você percebe que não é um livro voltado apenas ao público evangélico, mas a todos que precisam blindar seu casamento contra ataques externos e internos.

  • No livro fala-se muito sobre divórcio por motivos tolos, ensina como resgatar e aprender a amar.

  • Ele também ensina que você tem o dever de proteger, defendendo o seu maior investimento, e isso é caro, requer sacrifícios, dedicação e renúncias, mas que no fim vale a pena.

  • Tem uma visão do casamento enquanto decisão. Da união enquanto decisão. Do amor enquanto decisão. Tudo baseado na bíblia, que é o que rege a vida do casal que o escreveu.

  • A maioria das pessoas pensam em amor como apenas sentimento, mas o amor deve ser praticado tomando essas decisões diárias de ajuste a uma vida comum, a uma vida que beneficie o casal, mesmo que em alguns momentos alguém tenha que perder ou ceder. É uma troca. Amor enquanto ação!! Amor em ação!

  • Recomendo a leitura não apenas para casados, mas para solteiros, namorados e noivos, pois o quanto antes você ler mais preparado estará para ter um relacionamento feliz. 

  • É um livro para ler com o seu Amor ou individualmente, o importante é ambos lerem e aplicarem os conhecimentos. 

  • A leitura é muito fácil, os capítulos são curtos e os ensinamentos muito práticos.

  • A experiência e a vivência dos escritores também contribuem para a obra ser completa. Além de ser um casal com suas lutas e aprendizados possuem uma longa experiência de aconselhamento de casais. 

Nos dias atuais o que não faltam são piadas sobre casamento, sobre fidelidade etc., e este livro vem para mostrar o outro lado: o casamento não é sinônimo de infelicidade.


Serviço:



~~♥ kissus, Val


Comentários